Conferências do IFSP, 11º CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DO IFSP

Tamanho da fonte: 
DETERMINANDO A VELOCIDADE TERMINAL DE UM MICROMETEORITO
Davy Albert Dutra de Andrade, Deidimar Alves Brissi, Pedro Ricardo da Silva Neto

Última alteração: 2020-11-16

Resumo


De origem incerta, cerca de 70 toneladas caem na Terra todos os dias. No entanto, quasetodo este material desintegra-se na passagem pela atmosfera, em decorrência da velocidade altíssimaque são expostos, não suportando os efeitos térmicos. Nesse sentido esse trabalho foi desenvolvido,partindo de condições pré-determinadas com objetivo de simplificar o contexto e com as ferramentasdevidas, determinar a velocidade de um micrometeorito passando pela atmosfera terrestre. Paradeterminar a velocidade terminal desses corpos foi necessário compreender de que forma a força dearrasto interage com os corpos em queda, e com aproximações para valores morfológicos foi calculadaa velocidade terminal para o intervalo de tamanho desses corpos que adentram a atmosfera diariamente.Com os dados obtidos foi possível realizar uma análise com outros trabalhos já realizados nesta área,obtendo resultados próximos aos da bibliografia, uma vez que a velocidade terminal se mostroudependente do raio do corpo. Onde os micrometeoritos com raios maiores, possuem velocidade terminalcada vez mais alta, tornando mais difícil sua análise, quando chegam a superfície terrestre, assim comoos micrometeoritos de raios inferiores tendem a possuir informações pouco confiáveis sobre sua origeme composição.

Palavras-chave


meteoros; meteoritos; asteroides; sistema solar; astronomia

Texto completo: PDF